Loading...

“Pies para qué los quiero si tengo alas pa’ volar”. Frida Kahlo, 1953.

 

 

.

Frida, KAHLO. Imagem extraída de seu diário, escrito entre 1944-1954.

São hipnóticas as tonalidades da obra e da biografia de Frida Kahlo [1907-1954]. Nos muitos quadros que pintou de si mesma, retratou sofrimento, paixão, intensidade.  Esta paleta é responsável, também, pelo o fascínio dos textos e imagens que compõem “O diário de Frida Kahlo, um auto-retrato íntimo”. Os poemas abaixo fazem parte deste registro, feito por Frida, das reflexões e movimentos criativos dos dez últimos anos de sua vida.

= sentido =

Felizmente, as palavras

se foram for-

mando ————-

Quem lhes deu a “verdade” absoluta?

nada é absoluto

Tudo se transforma,

tudo se move, tudo

gira – tudo voa e vai.

Menino-amor. Ciência exata,

vontade de resistir vivendo

alegria saudável. gratidão infinita.

Olhos nas mãos e

tato no olhar. Limpeza

e maciez de fruta. Enorme

coluna vertebral que é

base para toda a estrutura

humana. Um dia veremos, um dia

aprenderemos. Há sempre coisas

novas. Sempre ligadas à

antiga existência.

Alado – Meu Diego meu

amor de milhares de anos.

Sadga. Yrenaica

Frida

DIEGO

Ninguém é mais do que

uma função – ou parte de uma

performance total. A vida

passa e abre caminhos,

que não são percorridos em vão.

E ninguém pode parar

“livremente”para representar

à beira do caminho, pois isso

atrasaria e transtornaria a viagem

dos átomos e a viagem do todo.

__________________________________________

O projeto Ressonâncias acredita no compartilhamento de ideias. Caso alguma informação lhe seja útil, por favor, nos deixe um recado (vamos ficar muito contentes!) e não se esqueça de obedecer as normas da ABNT. Neste caso, coloque assim:

LIMA, A. A. Sobre amor, beleza e impermanência: poemas do diário de Frida Kahlo. 2017. Disponível em; <http://www.ressonancias.com/sobre-amor-beleza-e-impermanencia-poemas-do-diario-de-frida-kahlo>. Acesso em: dia/mês/ano.

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterShare on StumbleUpon

Comments(2)

  • 13 de dezembro de 2017, 17:13

    Adorei, faço um projeto com a terceira idade chamado Livro Criativo e o diário gráfico da Frida Kahlo ė uma inspiração.

    • Andrea
      13 de dezembro de 2017, 18:25

      De acordo, Boris. Testemunhar o processo criativo de uma artista como Frida faz brotar muita coisa em nós. E seu projeto, por sinal,também soa bastante inspirador! Um abraço!:)